segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Festas sem festas num coração de au pair

Eu iria começar meu post ontem com: " Está sendo muito difícil escrever este post, mas vocês precisam saber que não é fácil passar Natal e..." e acabei desistindo no meio do caminho.
Foi realmente difícil passar o Natal longe de casa. Eu estava tão deprimida. Não queria falar com ninguém daqui. Só queria ficar trancada no meu quarto.
Dia 25/12, eu acordei 6:41 am por livre espontânea pressão das crianças. Segundo a Jean, as crianças já estão na sala às 6:25 am abrindo od presentes. E quantos presentes!!! Presentes que não acabavam mais. Se os EUA estam em crise econômica, eles nem lembraram disso neste dia. Brinquedos de tudo quanto era espécie. Uma bagunçaaaa...mas foi lindo ver a animação das crianças.
Meu presente de Natal? Uma pulseira cor prata com uma cruz sem cristo e com uma folhinha escrito "believe", um par de brincos escolhido pelas crianças e no meião, um monte de doces, umm creme e shampoo de banho da Hilary Duff e coisas pessoais que pertenciam às crianças e eles decidiram me dar como cartões postais de New York, uma pedra escrito Aaron, um cavalo de plástico e outros. Ganhei presente da Yuko também! Um globo de neve escrito "friends" dentro.
Mais tarde, depois do alvoroço, eu ainda tentei dormir novamente, mas quem disse que seria possível?! Não deu nem 10 minutos e Josh bate na minha porta desesperado para me mostar a ferrovia dele montada. Aí tive que ficar de vez, porque logo ele me pediu ajuda para montar um puzzle.
Tivemos um brunch (café da manhã + almoço) e continuamos na ativa. Brincamos, brincamos e brincamos...
Foi bacana, mas depois disso, meu mundo caíu. A saudade dessa vez não bateu na porta, mas a arrombou. Quanto mais falava com minha mãe pelo telefone, mais ficava com saudades. Noivo, nem pensar...
Foi muito ruim... Eu conversei com uma amiga pelo msn que também ela é au pair e ela falou que recebera um abraço muito gostoso da host dela. Nossa, eu não aguentei e comecei a chorar. Logo em seguida ela tirou as palavras da minha boca: "Quero que passe esses dias de festas e volte tudo ao normal". É tudo que mais quero!!!
Depois de concordar com ela, eu tive meu primeiro dia de trabalho depois das férias. Acordei tão disposta. O sol sorriu para mim e decidiu me abençoar com seu calor. Eu estava muito animada. Já agora, eu estou mortinha de cansaço e GLÓRIA A DEUS POR ISSO! Era tudo que eu precisava.
Preparei o café da manhã, o almoço, fomos para o parque, para a aula de pian, brincamos de futebol e de basquete, eles fizeram a leitura obrigatória diária e eu ainda os coloquei para fazer alguns exercícios de matemática, enfim, trabalho. Nada de ociosidade.
Agora estamos nos preparando para o Ano Novo. Ainda nem fiz minha listinha de desejos para ano que vem...
As crianças estão super-animadas. Shawn comprou um monte de fogos de artifícios. Eu por enquanto não sei se saío ou se fico...

Para finalizar, Daniiiii (anônima), parabéns pelo seu Match!!! Seja bem-vinda aos EUA!!!

2 comentários:

emanuela disse...

Amiga, eu sei quem te falou essas coisas, recebi o abraco, mas como falamos depois, que volte a rotina...Bjinhus amada e que Deus te abencoe grandimente em 2009, ano especial do seu casorio...
Bjinhus....

Comenta aí... disse...

Olá benção, sempre leio seu bolog e aguardo ansiosamente o próximo post...parabéns ele é muito útil p/ nós futuras au pairs.Vc falou sobre mandar dinheiro pra casa, pode explicar isso com mais detalhes por favor? Outra coisa é que quase não tem famílias disponíveis e a agência diz que é por causa da crise e estou desesperada pq preciso fazer match até 10 de fevereiro...vc sabe de alguma au pair que esteja voltando por essa data ou uma forma de buscar sem ser o GAP??? Desde já obrigada por tudo e que DEUS continue confortando seu coração.BjOoO!!!