quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Eles ainda me perseguem...

Mais um para entrar na nossa listinha, amigos.
Este aí é de wesley biggs (wesleybiggs@123debsy.com):

Dear Au Pair,We are very excited that you are thinking about coming to England to look after our kids. they are very happy kids. You must have experience of looking after a young boy and the maturity that comes with it. Though we are easy going, we like things done properly. To be happy here, you must be independent and have an open mind.We will enjoy sharing our life with you as long as you talk to us.We would like an open relationship so, this role should not be viewed as a job but more an exchange with some responsibilities (hopefully a friendship). In addition,including shopping, and help around the house as needed. Lucas go to school 5 days a week. Isaac will likely go to a social group 2 days a week. We are a hard working, fun family living just a few miles from London. If you join us, you will have your own double bedroom with private en-suite bathroom, TV (if required), stereo, and DVD player. We can also give you access to a laptop with wireless connectivity and a fully working Skype account (free telecalls Skype to Skype). We live in a lovely village called Cheam, close to Sutton in Surrey with excellent transport links into central London and other towns such as Wimbledon and Kingston-upon-Thames which are great for shopping and fun days out.We would send you our family pictures in subsequent correspondence and also hope to see yoursWe sincerely look forward to hearing from you.

Amigos, cuidado com os e-mails falsos.
Deus nos proteja!!!
Beijocas.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Caixa Número 1 - Chegouuuu!

Amigos, eu estou passando aqui muito rapidinho - se eu conseguir, claro - para contar que minha primeira caixa que enviei dos EUA para o Brasil chegou hoje.
Pois então, a perspectiva é que cheguasse após 3 meses, mas ela levou 3 meses e mais alguns dias. Ainda assim, valeu a pena. Ela veio direitinho, sem faltar nada. Para quem quiser saber, eu enviei pela Express Moving que agora está com outro nome. Não me recordo agora porque ela mudou recentemente de nome, mas assim que lembrar eu passo para vocês.
Eu estou super feliz!
Minha mãe recebeu o relógio dela cheio de pulseiras para trocar, o Rafa, as cadeiras e eu, meus lindos sapatos...além de outras coisas.

Quero aproveitar este espaço e agradecer e exaltar o nosso Senhor Jesus Cristo.
No mês de agosto, o Rafa fez algumas dívidas no cartão de crédito para comprar o material da restauração do nosso apê e dar início à obra. Já no finalzinho do mês, Rafael veio conversar comigo: - Amor, minha conta ficará no negativo no próximo mês.
Eu escutei aquilo e meu coração apertou com a aflição dele. A única resposta que eu dei foi: - Rafa, nós vamos orar e sua conta não ficará no negativo. Deus irá nos abençoar.
Dobramos os nossos joelhos na sala mesmo e ele orou e depois eu orei no mesmo propósito.
Ainda no finalzinho de agosto, aparece-me uma oportunidade para trabalhar finais de semana como recreadora. Era necessário 4 estágios para depois ser remunerada. No terceiro estágio eu recebo a aprovação como parte da equipe! E agora em setembro eu faço minha primeira participação no Vontade de Brincar como parte da equipe recebendo meu dinheirinho merecido.
Quando foi domingo passado, Rafael vira para mim e diz:

- Amor, é... a minha conta ficará no negativo neste mês.
- Jesus, Jesus! Acorda, iremos morrer! Homens de pouca fé. Acalma-te mar! E o mar se acalmou. - continuei - Eu não posso aceitar estas palavras de você. Não de você que tem chamado para profeta! Cadê a sua fé?!
Ele deu um sorrisinho sem graça e respondeu: - Você tem razão, amor.

No domingo mesmo, nós quebramos um cofrinho que minha mãe estava juntando moedas e nos deu. 311 reais! O suficiente para a conta do Rafael voltar a ficar positiva.
Ele ficou tão animado. Tão feliz! E eu perguntei: - É ou não é um milagre?! Deus cuida ou não cuida de nós?!
- Você tinha razão mais uma vez, amor.

Pensa que acabou por aí?! Ele me liga todo feliz: - Amor, eu tenho uma ótima notícia. O dinheiro da restituição do imposto de renda foi depositado em minha conta! Eu nem esperava.

Amigos, eu estou contando isso para honra e glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, mas não pense que a benção é só para mim. Ela se estende a você também.
Quantas vezes pensamos em desistir?! Quando não há mais forças para continuar pensamos em voltar atrás. Aprenda uma coisa: A BENÇÃO DE DEUS NÃO VEM PELA METADE, ELA É COMPLETA. Se você chegou até aqui, não desperdice o que Deus tem te dado, porque ainda tem mais por vir: o melhor.

Para aqueles que estão no meio do processo, ou já na busca de uma família, dobre os seus joelhos e apresente ao Senhor seus sonhos e sua viagem. E Ele te abençoará, ainda que haja dificuldades no meio do caminho.

Deus é conosco! Jesus nos abençoe.
Outro dia volto para dar continuidade à história do meu retorno ao Brasil.

Forte abraço de quem abençoa sua vida neste momento no Nome de Jesus.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mais uma noite nos EUA

Aqui estou eu novamente. Quase dois meses no Brasil e eu ainda continuo a contar como foi minha volta.
A verdade é que as coisas vão acontecendo tão rápido e você não acompanha, apenas vai se deixando viver. Para aqueles que acreditam no que eu falo, eu ainda nem consegui arrumar meu guarda-roupas por inteiro. Tem uma parte arrumada, mas conforme o tempo passa, esta parte também vai bagunçando.
Assim que eu cheguei, eu comecei a participar de processos seletivos para emprego. Consegui um e tenho acesso a internet o dia inteiro, quando chego em casa, nem tenho paciência para entrar na internet e conversar com meus amigos ou atualizar meu blog (o que eu fazia somente escutando as músicas salvas no meu próprio blog). Enfim, aí aparece uma pequena oportunidade e eu lembro que meu blog ainda não teve um encerramento digno de uma experiência bem vivida como a minha e que tem pessoas procurando ainda informações sobre este programa maravilhoso.
Falando em programa de au pair, eu recebi um e-mail da agência Cultural Care com uma promoção. Vou publicar abaixo os dizeres:

" Você que já ouviu falar do au pair, mas não deu continuidade ao seu processo, agora é uma ótima hora para tirar todas as suas dúvidas e entregar seu dossiê!


Au Pair por apenas US$ 690*!


* Válido para dossiês completos entregues entre 24/08 e 09/10/2009, com pedido de embarque para janeiro de 2010. Veja o regulamento no site.

Quem sabe não é agora a hora de você realizar o sonho de fazer um intercâmbio, ficar fluente em inglês, conhecer uma nova cultura e muito mais? Com a queda do dólar, aumento do salário das au pairs e esse desconto, não existe melhor oportunidade!

Participe o quanto antes de uma palestra informativa e comece agora a preencher seu dossiê!

Se tiver qualquer dúvida no preenchimento, ou sobre o programa, ligue 0800 707 9353!

Atenciosamente,

Cultural Care Au Pair"

Quero lembrar que eu não estou fazendo propaganda para nenhuma agência, eu só estou repassando informações a quem interessar.

Bom, vamos dar continuidade a minha história de retorno ao Brasil...
Após a pegadinha que a mulher do check-in me pregou e o mico que eu tive que passar por acompanhar a polícia do aeroporto, eu ainda tive que me superar ao perder um vôo.

Meu vôo de Atlanta para Washigton estava marcada para 18:10h (se eu ainda me lembro bem) com chegada prevista para 21:00h, com a partida da conexão Washigton para São Paulo às 22:00h. Mas o avião só chegou 50 minutos depois. Ou seja, eu já poderia desconfiar que eu perderia meu vôo, mas por mais incrível que pareça, eu nem cogitei na hipótese.
Quando o avião posou, eu só tive 10 minutos para fazer o embarque. Nunca seria possível, não é?! E não foi mesmo.
Primeiro que você desembarca e não recebe nenhuma informação para que lado seguir. Você simplesmente segue o fluxo até averiguar que o fluxo começa a se dispersar.
Já no desespero, eu pergunto para a primeira pessoa que caracterizava trabalhar no local. Foi quando ele me explicou, ainda que sem muita certeza da informação que me passava.
Lá fui eu, quase que correndo. Achei por engano! Só vi uma mulher que assim que me avistou, começou a gritar: " É por aqui, é por aqui!". Como assim??? Como ela sabia qual era o vôo que eu queria, se o senhor que me deu a informação, nem rádio tinha para se comunicar com ela?! Quando eu saí desesperada em direção a ela, ela pegou meu ticket e informou: "É, é esse vôo mesmo. Vamos ver se ainda dá tempo de você embarcar!" Então ela vai e entra num corredorzinho e retorna: " Já foi para pista de decolagem".
Vocês podem imaginar a cara que eu fiquei com aquela notícia?! E meu coração?! Ahhh, isso sim eu posso dizer, porque eu ainda me lembro de como meu coração saltitava aqui dentro.
" E agora, o que eu devo fazer?!"
Então, ela me indicou o lugar que eu deveria procurar solucionar meu novo problema.
Agora vocês imaginem... Eu, Ellen Cristina, com malas indo ou me esperando sei lá aonde, sem dinheiro suficiente para comprar as passagens de volta para o Brasil, um noivo com a expectativa de me reencontrar na manhã seguinte da segunda-feira, eu ansiosa para rever minha família e meu noivo, e ainda sem ninguém para compartilhar esta minha aventura, ou desaventura.
Cheguei na devida sala. Duas atendentes. Duas atendentes ocupadas com mais dois clientes e eu lá, impaciente, querendo saber se eu estava no lugar certo ou não. Puxa, apenas 2 clientes?! Será que ninguém mais perdeu o vôo, só eu?! E se fosse só eu, como eu iria provar que o avião atrasou e que eu só tive 10 minutos para embarcar novamente?! Nestas horas, você repete mil vezes em um só respiro: Deus, me ajude!

Cenas do próximo capítulo para mais tarde. Vamos trabalhar, né?! Risos

Amigos, apesar de tanta confusão, eu aprendi muito. Até no último dia eu aprendi e descobri o quanto a Ellen é forte, corajosa e pode ser independente.
Para vocês que ainda estão em dúvida se vale a pena ou não: Viva suas próprias experiências e depois reflita sobre o passado e veja o quanto vocês aprenderam e descobriram de si.
Para aquelas que estão pensando em desistir: O tempo passa muito rápido. Se deem oportunidade de rir, chorar, sentir saudades, se superarem, aprenderem mais um pouco. A vida só muda o cenário, mas as emoções e sentimentos continuam os mesmos. A oportunidade é única.

Beijosssss

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A escolha da agência - Futuras au pairs

Esse e-mail eu recebi a pouco tempo e achei muito interessante para aquelas pessoas que ainda estão se decidindo por qual empresa ir para os EUA como au pair.
Antes que me perguntem, eu fui pela Au Pair Care.


Qual a diferença entre as agências?

Au Pair Care

Antes de ir: Para ser au pair pela Au Pair Care a futura au pair precisa esperar pelo aceite, isto é, o dossiê completo da menina é enviado do Brasil para a agência americana e é aprovado pela mesma. Este processo pode demorar de uma a três semanas. Após receber o aceite, as informações da au pair são disponibilizadas na internet para que as famílias vejam e possam entrar em contato. A agência não manda os dossiês diretamente para as famílias. Atualmente a Au Pair Care tem o "Au Pair room", uma página onde a au pair pode ver quantas famílias já viram seu cadastro online, etc. Mais de uma família pode entrar em contato ao mesmo tempo.
Chegando lá: O teinamento (primeira semana) é feito em um hotel em New York City. Apesar de haver controle sobre as saídas e entradas, é muito mais fácil se divertir. No entando, chegando no aeroporto de New York (que é muito afastado da cidade), não há ninguém esperando no aeroporto, sendo da responsabilidade da au pair pegar trem, metrô ou táxi para o hotel.
Para voltar: Quando o ano termina, a au pair recebe o reembolso do programa ainda nos EUA, podendo usá-lo para viajar (o valor depende da época em que a au pair viajou e a promoção que pegou). A Au Pair Care paga o vôo da au pair de New York ou Newark-NJ para São Paulo, sendo de responsabilidade da mesma pagar o vôo de sua cidade para New York ou Newark. Há opção de voar para outro local que não seja o Brasil.
Pontos positivos: Au Pair Care é uma grande agência, com bastante suporte. Treinamento em NYC. Pode falar com mais de uma família ao mesmo tempo. Recebe o reembolso nos EUA. Pode voar dos EUA para outro local no fim do programa.
Pontos negativos: Tem aceite. Falar com mais de uma família ao mesmo tempo pode ser complicado e confuso para algumas au pairs. Do mesmo jeito que há au pairs sem-noção, há famílias sem-noção também. Você pode colocar no dossiê que quer somente duas crianças em idades escolares e uma família cheia de crianças pequenas entrar em contato. Algumas familias exigem resposta rápida e a au pair pode fechar com a família sem ter conversado direito, com medo de perder a família. Não há traslado aeroporto -> hotel. Tem que pagar passagem para NY se não estiver morando lá perto.
.
Au Pair in America

Antes de ir: É tudo muito parecido com a Au Pair Care, com exceção de que a sede da Au Pair in America é em Londres e há muitos casos em que a agência de Londres liga diretamente para a au pair para checar algum dado do dossiê e verificar o inglês da mesma. É uma loteria, não tem como saber se vão ligar ou não. Quando fui, não me ligaram.
.Chegando lá: O treinamento da APIA é em Stanford-CT, aproximadamente 1 hora de trem de NYC. As au pairs ficam no hotel e saem no penúltimo dia para um tour em New York que custa U$60. Há suporte para o trajeto do aeroporto para o hotel. As au pairs vão para a casa da família na quinta feira.
Para voltar: a APIA não paga a passagem de volta, mas oferece suporte para comprar a passagem por um preço mais barato. Para isso, a au pair precisa dar o dinheiro do seu reembolso, que é recebido antes de voltar.
Pontos positivos: Pode-se falar com várias famílias ao mesmo tempo. O reembolso é recebido nos EUA.
Pontos negativos: Tem que esperar o aceite, há o perigo de ligarem de Londres e o dossiê ser recusado. O reembolso é utilizado para pagar a passagem de volta que, dependendo da época do ano, pode ultrapassar o valor do reembolso. Falar com várias famílias ao mesmo tempo pode gerar confusão para algumas au pairs.


EF/Cultural Care

Antes de ir: Há bastante diferença. Não há aceite, o dossiê já sai aprovado do Brasil e a au pair fica online em no máximo uma semana, podendo receber e-mails e ligações das famílias. A au pair têm à disposição a Intranet, onde entra com login e senha e pode ver se há alguma família interessada no dossiê no momento. Apesar das famílias poderem ver e escolher au pairs por meio do site, a principal forma de match é via coordenadora. Elas são responsáveis por ver os dossiês que chegam e encontrar alguma au pair que tenha as características que a família está procurando. No entanto, nunca pode haver mais de uma família falando com a au pair ao mesmo tempo.
.Chegando lá: O treinamento da Cultural Care é em Long Island-NY, aproximadamente 2h de carro de NYC. No penúltimo dia é oferecido um tour de algumas horas por NYC, no valor de R$35. Há suporte de traslado para o treinamento (alguém esperando o grupo de au pairs no aeroporto para ajudar com as malas e dirigir até Long Island). As au pairs vão para a casa das famílias na sexta feira.
.Para voltar: A EF paga a passagem da au pair do local onde a au pair está morando (e redondezas) para o Brasil. Há a opção de sair de outro local, pagando uma pequena taxa. Não há opção de vôo para outro local que não seja São Paulo. O reembolso é recebido após a au pair voltar para o Brasil e apresentar cópia do cartão de embarque.
.Pontos positivos: Não tem aceite, o processo é rápido. As coordenadoras tentam evitar que o dossiê vá parar nas mãos de famílias que não tenham à ver com a au pair. O preço inclui a passagem de volta de qualquer lugar dos EUA. A Intranet ajuda muito a saber detalhes da família antes delas ligarem, assim a au pair não é pega de surpresa. Uma família por vez pega o dossiê e há tempo suficiente para conhecer a família antes de fechar o match. Se a au pair decidir falar com outras famílias, pode continuar falando com a família por e-mails, enquanto a agência procura outra opção de família para a au pair (o mesmo se a família quiser ver outras opções de au pairs). Pontos negativos: uma família por vez pode frustrar as expectativas de uma au pair ansiosa, ao ver suas amigas de outras agências falando com várias ao mesmo tempo. Cada família tem o direito de ficar até 15 dias com o dossiê de uma mesma menina, antes de entrar em contato (mas após 2 ou 3 dias sem contato, a au pair pode pedir para ser enviada para outra família). Não pode voar dos EUA para outro país e o reembolso é devolvido após a aterrissagem.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Polícia Americana e a Ellen!

Oi, voltei...
Estou escrevendo do trabalho...é, não está "pegando" por aqui, então decidi contar detalhes da minha volta para o Brasil, para que todas as au pairs fiquem alertas. Ahhhhhh, e para vocês se divertirem também.

Pois então, domingo, dia 28/06, lá fomos eu e o Shawn para o aeroporto depois de assistirmos a vitória da seleção brasileira de futebol sobre a americana. Tem coisa melhor que deixar os EUA com esse gostinho de vitória?!
Chegando lá, nós fomos despachar as malas. Para quem ainda tem dúvidas, se ainda não mudou nada, a pesagem limite é de 70 libras ou 32 kg SOMENTE pela United Air Lines e SOMENTE para vôos DO/PARA BRASIL.
Pois então, chegando lá, o Shawn me levou para despachar as malas. Foi ele que tomou a frente falando com a mulher do atendimento.
Como todas as au pairs sabem, nós recebemos um documento pequeno pela embaixada americana e quando voltamos ao Brasil, nós somos obrigadas a mostrá-lo para a polícia americana antes de deixar o país.
A primeira coisa que a Au Pair Care faz no treinamento é grampear o documento no seu passaporte. No meu não foi diferente. Passei o ano inteiro com o papelzinho grampeado sem nenhum problema, mas depois de me despedir do Shawn e ir para a revista, a policial pegou meu passaporte, averigou e perguntou:
- Você estará visitanto o Brasil ou voltando?
- Estarei voltando.
- Você não tem nehum outro documento para apresentar?
Gelei nesta hora! Como assim? O papel está grampeado no meu passaporte! ( eu pensando...) Bom, tive que finjir que não entendi. Ela virou para mim e disse, acho que não terá problemas, você está apenas alguns dias com o visto vencido. Nisto ela chama um policial do outro lado e pede para eu o acompanhar.
Imagina a cena: uma fila enorme no aeroporto para passar na revista policial e de repente uma latina tem que seguir um policial alto com cara de mal. Já podem imaginar o que o pessoal pensou de mim, não é?!
E lá fui eu seguindo e orando. Chegando num cantinho, eles tiraram as digitais dos meus dedos e me colocaram na fila novamente para passar no raio-x como os demais. Mas além de eu ir para o final da fila, ele vai me coloca bem no meio entre duas irmãs. Tá, além daqueles que me olharam com cara de suspeita, ainda tive que aturar as caras de chateação das irmãs. Fora que elas conversavam entre si normalmente comigo bem no meio. E a pastel tentando não prestar atenção.

Mas aonde foi parar o documento?!! Adivinhem?! Assim que eu passei pela revista, eu sentei num lugarzinho e fui procurar, afinal, eu ainda não tinha saído definitivamente dos EUA, eu estaria fazendo uma conexão em Washigton. E adivinhem... A mulher que fez o despache das minhas malas tirou o documento e grampeou na minha passagem de Washigton para São Paulo! A vontade que deu foi voltar, mas como eles já tinham digitalizado minhas digitais, eu acabei desistido.

Enfim, amigas, fiquem super-atentas, ok?! Porque eu estava atenta com o Shawn, mas nem percebi que a mulher do check-in havia mudado de lugar meu documento.
Bom, outro dia eu volto para contar sobre meu vôo perdido. Ai, ai...
Enquanto isso, vou na correria da minha vida de recepcionista bilíngue. Como se os preparativos para o casamento e as faculdades que estão prestes a reiniciar fossem pouco, eu ainda assumo o compromisso de dar aula particular de conversação em inglês aos sábados. Aff!!!!

Amigos, Deus os abençoe no processo e na vida de au pair. A saudade aperta, mas cada momento vale a pena. Não desistam nunca!

quarta-feira, 22 de julho de 2009

A volta - Parte 1

Ahhhhhh Felicidades!!! Sim, muitas!
Amigos, perdoem-me pela ausência! Mas voltei para contar tudo que aconteceu durante esse meu tempo de recesso. Claro que vou contar em partes...
Antes, quero apresentar minhas razões.
Como todos que acompanham meu blog sabem, eu estive prestes a voltar para o Brasil. E esta viagem era surpresa. Entretanto, meu irmão que nunca passou os olhos na minha historinha de au pair, decidiu acompanhá-lo somente para ver se eu dizia ou daria pistas da data da minha volta para vocês. Com medo de contar sem querer eu decidi interromper por um momento já que estava muito pertinho da volta.

Bom, eu já estou na Pátria Amada Brasil. E estou muito feliz. A minha vida ainda está um pouco bagunçada. É essa sensação que eu tenho. Na primeira semana eu fiquei toda atordoada. Olhando para tudo e para todos igual criança de colo.
Na segunda semana, eu já estava empregada. Sim! Como recepcionista bilíngue de uma empresa de mísseis.
E quando eu voltei?! Ok, então vamos revelar aqui porque eu juro que ainda tem gente que não sabe que eu já estou em terra brasileira.
Meu vôo estava marcado para noite do dia 28/06 (domingo), para chegar no dia 29/06 de manhã.
O primeiro vôo que estava marcado para as 19:10 só chegou 19:40 e em decorrência deste atraso, minha conexâo em Washigton foi perdida. Isso mesmo! Perdi o avião. Já dá para imaginar meu desespero, nao é? Ohhh, vontade de chorar, mas só lembrava das palavras do meu irmão que me dizia para ser firme em uma outra ocasião no passado.
Lá fui eu reclamar, em INGLÊS! Enfim, ganhei 15 dólares para alimentar-me e permanência num hotel até o meio-dia do dia seguinte. Pequeno detalhe, o novo vôo seria às 22:00h. Em outras palavras, 10 horas para passear no aeroporto.
Mas Deus é bom, porque no caminho para o aeroporto eu encontrei um grupo de brasileiros que perderam o mesmo vôo que eu. Aí o tempo passou rapidinho.

Amanhã eu conto mais detalhes...sabe como é, eu estou no trabalho.

PS: TESOL significa Teaching English for Speakers of Other Language. Curso de habilitação para o ensino da língua inglesa.

Beijocas e Deus nos abençoe: aqui e nos EUA!!!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Um pequeno escape.

Nossa, eu nem sei mais o que é diversão! Eu trabalho durante a semana inteira com minhas kids, sábados eu passo o dia inteirinho no TESOL e nos domingos eu tenho feito babysitter para a Alexia. Ohhh, vida!
Tenho curtido muito minhas kids. Brincamos o dia todo. Brincar é bom, mas cansa também...

Como minha vida está nesta correria toda, eu não tenho muitas novidades, mas as poucas que eu tenho são bacanas...

Terça-feira passada eu fui convidada para recitar uma poesia de minha escolha para alunos de uma universidade. Muito bacana, né?! Mas adivinha quem me convidou?! O professor Nelson. Quem é ele?! Aquele professor que me humilhou no curso de inglês dizendo que eu devia ser mais humilde. Dá para acreditar?! É verdade!!! Não é só a Terra que gira, a vida também dá voltas. Pelo menos a minha...

Ai, ai, nos tornamos amigos. Ahhhhh, amigos é exagero, mas colegas. Ele volta e meia aparece lá no TESOL para levar salgadinhos para mim e outra amiga brasileira. Ele tira retratos comigo. Ele me convida para churrasco brasileiro na casa dele com outras brasileiras. Engraçado, não é?! Deus realmente exalta os humilhados.
Pois então, ele e mais uma amiga vieram me buscar em casa. Ali no carro descobri que iria ler mais uma poesia, ou seja, o nervosismo dobrou.

Foi muito bacana, eu curti muito. Um pouco antes eu estava nervosa, mas depois, eu relaxei com o microfone. Para matar a curiosidade, eu escolhi a música-poesia do grupo Teatro Mágico chamada O sonho de uma flauta e também li o poema de Vinícius de Moraes, Poema Enjoadinho. Eu vou colocar minhas fotos depois aqui.

Bom, só para finalizar o assunto que envolve o tal professor, eu vou contar um segredo: ele vai me ajudar a obter meu certificado do TESOL antes de eu voltar para o Brasil. Como?! Como eu não sei, só descobri que ele pode porque ele ajuda a professora a corrijir os trabalhos!!! Uhuhuhuhhhhh!

Uma outra novidade que eu tenho é que eu quase conquisto meu primeiro emprego como professora de inglês. Quase porque eu não estarei de volta ao Brasil para o treinamento oferecido aos novos professores. Mas começando pelo começo... Eu recebi um e-mail com a oportunidade onde para participar da seleção. Eu bastaria apenas escrever uma redação contando minhas experiências como professora, meu conhecimento linguístico e minhas perspectivas atuais e futuras. Ahhhhhhh, tudo em inglês! Pois é, no mesmo dia eu fui convidada para participar do treinamento! Ahhh, só um detalhe, eu acredito que isso se deva ao peso que o TESOl tenha, porque conhecimento linguístico eu nao tenho, mas contei que estava fazendo o curso TESOL. Deixei isso bem claro na minha composição e ainda sim fui selecionada!
Se você tem pretensão de dar aula de inglês, então eu recomendo o curso.

Direcionando o assunto para o casamento... a máquina de lavar ja foi comprada! A tia do Rafa comprou ontem para nós. Ai, ai...nem participei da escolha... E tem mais, e isso deixa o Rafael ainda mais contente: o apartamento que está alugado será devolvido esta semana. Já poderemos fazer algumas modificações, reformas e arrumar o nosso apê.

Para finalizar, eu quero compartilhar um website muito bacana que achei. Ele é ótimo para quem ter oportunidade de conhecer pessoas e ao mesmo tempo praticar inglês, seja escrito ou falado.
http://sharedtalk.com/
Ai, amigos, agora tenho que ir. Estou na biblioteca com as kids e dei uma fugidinha enquanto eles estão num pequeno show ofecerido por voluntários.

Um abraço a todos e Deus continue nos abençoando.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Pensamentos

Pensamentos fulgazes.
Pensamentos que vem e que vão.
Pensamentos que me rodeiam, que me penetram.
Pensamentos que respiro e suspiro.
Há pensamentos que não controlo e passeiam pela minha mente, meu coração, meu corpo.
Já não sou mais minha, mas deles. Deles são meus sentimentos, minhas ações, minhas emoções, minhas atitudes.
Pensamentos que de tão cheios, deixam-me vazia.

Não é um ciclo.
Não será uma etapa.
Uma vida de 1 ano que vai terminando aos poucos.
Vão ficando abraços, beijos, declarações.
Vão ficando risos, choros, olhares e vozes.
Vão ficando nomes, apelidos, broncas e carinhos.

Carrego eles dentro de mim.
De mim há muito neles.
Já não sou mais Ellen sem o Ellie.
Já não são mais Josh ou Aaron sem "minhas kids".

Se foi pouco, foi o suficiente.
Se foi muito, não foi o bastante.
A vida segue seu rítmo e nela me carrega e os carregam em caminhos bem distintos.

Sigam seus rumos.
Porque como toda saudade, há todo seu encanto.
Hoje dói. Hoje pesa.
Amanhã o mesmo. Depois de amanhã também.
Até o dia que não haverá saudade. Haverá lembranças.
Serão tão doces quanto o mel, tão suaves quanto a pluma.

A noite me chama, e vem acompanhada pelo sono.
Rendo-me a eles.
Já me fogem os pensamentos.

Boa noite,
Deus nos abençoe.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Porque haverá desafios aonde estivermos

É um mundo de sonhos. Mundo de fantasias. Mundo de ilusões. Mundo cheio de vida. Então voce chega e percebe que não acontece com naturalidade. É igual ao mundo da realidade, mas com uma diferença: sem mãe, sem pai e sem irmão/ã.
Não é fácil. Estar aqui é vivenciar mais um mundo de desafios e auto-controle que de fantasias. Você irá realizar sonhos, mas para isso as montanhas terão que escaladas sem nenhuma proteção.
Não, eu não troco. Isso é vida! Isso é vida!

Chegando ao final do programa e ainda tem espaço para tristezas, decepções e esperanças. A única certeza que tenho: eu vou sentir falta deste mundo.

Eu acrescentei uma música da Miley Cyrus no final da janela. Ela faz parte deste momento meu. Compartilho com vocês a letra para que não desistem porque sempre haverá The Climb, não importa aonde estiver.

I can almost see it
That dream I'm dreaming.
But there's a voice inside my head saying
you'll never reach it.

Every step I'm taking
Every move I make
Feels lost with no direction
My faith is shaken
but I, gotta keep trying.
Gotta keep my head held high.

There's always gonna be another mountain
I'm always gonna want to make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes I'm going to have to lose
Aint about how fast I get there
Aint about what's waiting on the other side
It's a climb.

The struggles I'm facing
the chances i'm taking
sometimes might knock me down
but no, I'm not breaking
I may not know it
but these are the moment that I'm gonna remember most
and
Just gotta keep going
and I
I got to be strong
Just keep pushing on
Cause
There's always gonna be another mountain
I'm always gonna want to make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes you're going to have to lose
Aint about how fast I get there
Aint about what's waiting on the other side
It's a climb.

There's always gonna be another mountain
I'm always gonna want to make it move
Always gonna be an uphill battle
Sometimes I'm going to have to lose
Aint about how fast I get there
Aint about what's waiting on the other side
It's a climb.

Keep on moving
Keep running
Keep the faith
Baby
It's all about
It's all about the climb
Keep the faith
Keep your faith

Deus nos abençoe e nos dê sabedoria

terça-feira, 12 de maio de 2009

Quase tempo de despedidas...

Totalmente resistente, mas aqui estou eu. Queria esperar mais um pouquinho e definir minhas emoções para então escrever as novidades. Hummm, mas foi impossível e o ímpeto de jogar-me às letras tomou conta de mim...

Mais 5 dias e completo 11 meses nos EUA. O que me fez lembrar disso?! Uma carta da Au Pair Care parabenizando-me pela conclusão do programa. Recebi dentro do envelope o meu certificado de conclusão do programa e mais uma ordem de pagamento de 500 dólares como recompensa! Huhuhuhuhhhhhhh!

Foi o Josh que desta vez pegou as correspondências. Geralmente eu gosto de checar a caixa de correspondências para ver os encartes de lojas com promoções e novidades em supermercados. Foi melhor assim, pois foi mais emocionante.
Quando Josh chegou da escola e viu que havia uma carta para mim, ele foi logo entregando e se achegando para saber o que tinha dentro. Foi quando eu comentei.
" Uhuhuhuhhhhhh, certificado de conclusão do programa de au pair!"
O Aaron neste momento somente baixou a cabeça, e o Josh preferiu o silêncio. Quando eu comentei que eu também recebi 500 dólares, o Josh exclamou repetindo o valor. O Aaron continuou: Por queeeê?! Por ter conseguido aguentar por 1 ano dois meninos super-levados! Hahahaha, nesta horas eles fizeram careta como resposta e eu corri para fazer cosquinha neles.
Então seguiu-se o dia sem mais tocarmos no assunto.

Dias das mães passou... Você curtiu sua mamy?! I do not! Passei o dia inteirinho fazendo babysitter. Mais uma vez, eu passo uma das datas mais importantes trabalhando. Descobri já em cima da hora que estava sem cartão internacional para ligar para minha mãe. E quando eu ainda tinha esperança de comprar um, a loja já havia fechado.Que decepção! O jeito foi o Rafa fazer a ponte. Enviar meus beijos e dizê-la que estava trabalhando.

Disney?! Simmmmmmmmm, eu fui ( isso é a resposta para você :) ) Sim, valeu a pena. Acho que não me emocionei com Mickey nem Minie, mas entrei na onda!!! Abracei, tirei fotos, fiz bagunça como uma boa brasileira!
Vou postar umas fotos para vocês com os princiipais personagens que consegui tirar fotos.
Fiquei muito agradecida a Deus pela oportunidade. Eu tenho consciência que estava realizando o sonho de muitas crianças, jovens e adultos. Olhar para o lado e reparar que minha amiga estava chorando ao ver os fogos fez-me perceber o quanto aquele mundo encantado é importante para muita gente. Bom, valeu! Eu recomendo, mas se você também não é tão achegada ao M.M., então aproveita para ir ao Universal Studius que é ali pertinho. Eu não pude ir, mas fiquei com muita vontade. Um parque cheio de montanhas-russas!!! Tudo que eu gosto!


Muitas mães ficam preocupadas quando as filhas decidem vir aos Estados Unidos e realizar o programa de au pair que exige um ano fora de casa. Eu não sou mãe, então dizer que eu entendo seria uma tremenda mentira, mas vamos lá...
Eu chorei, ri, cresci como pessoa, adquiri alguns bens, fiz ótimas viagens, conquistei valiosas amizades, mas mais que isso, agora sei o que quero e qual é o caminho que quero trilhar.
É bem capaz que as rotas se modifiquem no meio do caminho, mas é supernatural já que estamos sempre em constantes mudanças.
Eu sempre fui muito que querer abraçar o mundo. Fazer tudo ao mesmo tempo. Fazer os planos B, C e D funcionarem ao mesmo tempo que o plano A estava em processo. Agora estou mais calma, apenas com o plano A e se não funcionar, então vamos para o plano B.
Sei o que quero da minha profissão. Sei o que quero da minha vida íntimo-pessoal. Sei o que quero da minha vida espiritual. Sei ainda como quero estar no Brasil e fazer algo pelo meu povo, minha terra. Um banho de aprendizagem...
Agradeço a minha mãe que confiou-me às mãos de Deus e permitiu-me que vivenciasse tudo que presenciei. Nada se compara.
O pássaro só aprende a voar quando abre suas asas e se solta ao ar livre.

Não desista nunca! Confie em Deus e persevere. Crie sua própria história a sua maneira com sabedoria.










segunda-feira, 11 de maio de 2009

Homenagem às mamães!

Homenagem a todas mamães!!!


Profissão Mãe

Uma mulher foi renovar a sua carteira de motorista.

Pediram-lhe para
informar qual era a sua profissão.

Ela hesitou, sem saber bem como se
classificar.
"O que eu pergunto é se tem um trabalho",

insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho", exclamou .

"Sou mãe".
"Nós não consideramos "mãe" um trabalho.

Vou colocar"Dona de casa", disse
o funcionário friamente.
Não voltei a lembrar-me desta história

até o dia em que me encontrei em
situação idêntica.
A pessoa que me atendeu era obviamente

uma funcionária de carreira,
segura, eficiente, dona da situação,
perguntou:Qual é a sua ocupação?
Não sei o que me fez dizer isto,

as palavras simplesmente saltaram-me da
boca para fora
"Sou Doutora em Desenvolvimento

Infantil e em Relações Humanas."
A funcionária fez uma pausa,

a caneta de tinta permanente a apontar para o
ar e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.

Eu repeti pausadamente,
enfatizando as palavras mais significativas.
Então reparei, maravilhada,

como ela ia escrevendo, com tinta preta, no
questionário oficial.
Posso perguntar, disse-me ela com novo interesse,

o que faz exatamente?
Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz,

ouvi-me responder:
"Desenvolvo um programa a longo prazo

(qualquer mãe faz isso), em
laboratório e no campo experimental

(normalmente eu teria dito dentro e
fora de casa). Sou responsável por uma equipe

(minha família), e já recebi
quatro projetos ( todas meninas).

Trabalho em regime de dedicação
exclusiva (alguma mulher discorda???),

o grau de exigência é em nível de 14
horas por dia (para não dizer 24 horas).
Houve um crescente tom de respeito

na voz da funcionária que acabou de
preencher o formulário, se levantou

e, pessoalmente me abriu a porta.
Quando cheguei em casa, com o título

da minha carteira erguido, fui
recebida pela minha equipe: uma com 13 anos,

outra com 7 e outra com 3
anos. Do andar de cima, pude ouvir o meu novo

experimento (um bebê de seis
meses), testando uma nova tonalidade de voz.

Senti-me triunfante!
Maternidade... que carreira gloriosa!
Assim, as avós deviam ser chamadas

"Doutora-Sênior em Desenvolvimento
Infantil e em Relações Humanas".
As bisavós:

"Doutora- Executiva- Sênior".
E as tias:

"Doutora - Assistente".
Uma homenagem carinhosa a todas

as mulheres, mães, esposas, amigas,
companheiras.

Doutoras na Arte de fazer a vida melhor !!!

Feliz dia das mães a todas nós!


Autora: Simaia Sampaio M. M. de Araújo


Mãeeeeeeeeeee, a senhora é a melhor doutora em minha vida!!!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Para uma bela reflexão

O telefone chama, eu interrompo a conversa no msn para corresponder a ligação.
Volto e encontro a seguinte mensagem:

"... faz com que esse dia seja fabuloso! Apenas depende de ti!
Olha, digo-te uma coisa de coração aberto: há dias que cabem numa vida, há dias que a valem; mas tudo depende de nós, de como o construímos e usofruímos.
Toda a gente tem uma carteira interior de momentos memoráveis, de marcos na nossa história. Constrói a tua história, anjo, colecciona coisas únicas! Faz delas tuas para que as possas partilhar com os outros!"
Por Miguel Tato


Deus nos abençoe.

terça-feira, 28 de abril de 2009

A última na América e que seja inesquecível!

Eu não poderia deixar passar as novidades de hoje! No way!

Tudo começou ontem quando eu fui ao cinema com 3 amigas brasileiras. Duas delas estarão viajando para a Disney World com a Yuko. E como a Yuko comentou comigo, eu comentei com elas. Resultado: fui convidada.
Eu já havia sido convidada segundo a Bruna, mas não me lembro.
Bom, assistimos a um filme com algumas concepções de relacionamento que não concordo e depois decidimos jantar na casa da Nádia.
A tardezinha-noite foi muito agradável. Fomos ao Kroger comprar os ingredientes e a sobremesa, então, cozinhamos, conversamos e trocamos muitas idéias. E aí o assunto da Disney voltou novamente. Vamos?! Vamos?! Vamos?! Mas minha palavra continuou sendo não.
A verdade que fiquei com isso na cabeça. Ai, ai...é Disney, né?! Eu não sou muito fã. Pra falar a verdade, nem um pouco. Mas será que é porque eu não conheço de mais de perto?! Além disso, vir aos EUA e não se dar a oportunidade de não conhecer a Disney...
Então, a primeira coisa que fiz quando cheguei em casa foi enviar um e-mail para meus hosts perguntando se o Shawn iria viajar. Caso contrário, se eu poderia tirar sexta-feira de folga. Sexta-feira é o dia que menos trabalho. Eu acordo as 6:20 para levantar as crianças as 6:30, logo as ajudo a se arrumarem enquanto o Shawn prepara o café da manhã. Mais tarde, as 15 horas elas voltam da escola e as 16:15 elas têm que estar prontas para ir ao treino de baseball com o pai.
Ele me respondeu que não sabia ao certo porque ele estava com viagem programada, mas em contrapartida, a avó da Jean estava nos últimos momentos de vida dela, então que eles deveriam viajar, mas também sem precisão. Bom, essa foi a resposta do Shawn, mas de manhã, quando vejo minha caixa de e-mail, Jean responde que eu poderia viajar e em seguida um e-mail do Shawn confirmando.
Ahhh, nem acreditei. Decidi então confirmar com a Bruna. Fiquei super empolgada. Mas mais tarde me bateu um arrependimento. Por quê?
1) Eu havia lembrado que estava com babysitter marcado para sábado e domingo e iria ganhar 180 dólares,
2) O dinheiro da viagem seria justamente para comprar uma filmadora.
3) Porque eu estou prestes a voltar para o Brasil e conseguir juntar dinheiro está realemente difícil, principalmente depois que comecei o TESOL.

Voltei atrás...Conversei com a Bruna que havia desistido e dei minhas razões. Ahhh, mas quem disse que foi o suficiente?! Ela me dissuardiu e eu voltei mais uma vez atrás. Final da história: EU VOU! EU VOU!
Meus hosts viajaram hoje por volta das 3 da tarde. Vou ter a casa para mim e meus au-aus até quinta-feira. Na quinta mesma eu viajo a noite e Shawn deve voltar antes de eu sair, porque Josh tem que apresentar um trabalho na escola no dia seguinte.

Aproveitei para ligar para minha mãe e contar a novidade. Nossa! Ela ficou muito feliz. Parecia até que ela era. Ela me apoiou totalmente na decisão final e disse que era a única coisa que eu não poderia deixar de fazer nos EUA.
Conversamos muito e depois foi a vez do meu irmão. Trocamos muitos informações. Ele sempre me deixa a par das notícias.
Já eram 22:40 quando eu desliguei e decidi ligar rapidinho para meu primo antes que fosse 23:00 h, e convidá-lo a ser meu padrinho de casamento. Quando minha prima atende e ela informa que ele estava na casa da namorada. Então eu decidi perguntar pelos meus tios, quando ela me disse que eles estavam dormindo e que já eram meia noite no Brasil. CARAMBA!!!! Eu havia esquecido do fuso horário! PUTZ! Eu fiquei morrendo de verginha e ela morrendo de rir. Aff! Que mico. Então expliquei para ela, ela entendeu. Ai, ai...minha cabeça de vento.

Antes de ir, vou contar o que aconteceu na quarta-feira passada e eu havia esquecido de escrever no post passado... Eu estava com a Jean e as crianças esperando o ônibus da escola chegar. Quando ele chegou, o Josh beijou a Jean e foi-se, Aaron por sua vez beijou-me e foi-se. Ela ficou tão embarassada por Aaron ter esquecido de beijá-la. Ela, a princípio, olhou atordoada e depois gritou o Aaron exigindo o beijo quando ele estava prestes a subir ao transporte. Foi realmente embaraçoso, mas não só para ela, como para mim. Eu sei que depois dessa, eu saí de fininho e fui para a cozinha lavar a louça... ela foi terminar de secar o cabelo dela. Acho que ela ficou meio enciumada que nem se despediu de mim... Eu a entendo... O importante que passou...foi só na quarta mesmo este mau-estar.

Planos para amanhã: dormir, ir para ao meu estágio na escola das crianças, dormir de novo, ler livro do TESOL, fazer dever de casa do TESOL, passar aspirador na sala, checar e-mails, falar com Rafa, caminhada com os cachorros, ver um filme na televisão, ler a bíblia e dormir de novo...hehehe

Vou indo...passo aqui antes da viagem...

Um abraço, amigos e obrigada pelo carinho que estou recebendo nos recadinhos.
Deus nos abençoe!

PS: Acrescentei mais uma música no final do blog. Espero que gostem. O clipe é bem gostosinho.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Enquantos um choram pela partida, outros riem pela chegada

Eu acordo e digo: - Mais um dia!
Vou dormir e: - Menos um dia!

É tanta ansiedade para voltar. Acho que é porque eu já sei a data que eu volto. Ontem eu me peguei imaginando como seria encontrar minha mãe. Até agora eu não disse a data do meu retorno para ela. Vai ser uma big surpresa.
Provavelmente quando eu chegar ela estará dando aula. Então fiquei pensando em dar uma passadinha no colégio que ela ensina. Aiiiiiiiii, ela vai levar um susto quando eu bater na porta da sala dela. Podem imaginar a cena?!
- Filhaaaaaaaaaaaaaaaa!
(Risos)

Enquantos um comemoram por estar voltando, outros comemoram por já estarem aqui nos USA. Parabéns meninas!!! Vocês sãao vitoriosas!!! Façam tudo da melhor maneira possível com sabedoria e só irão colher frutos agradáveis no futuro.
Eu vi o e-mail da Shana, a nova au pair dos Wrights, no Au Pair Care room e entrei em contato com ela para dar boas vindas. Ela me pareceu muito bacana e está super ansiosa para chegar. Fiquei lembrando da minha época... Ela está exatamente na correria de comprar presentes para os hosts. Perguntou se deveria comprar playmobil para as crianças e a minha resposta foi: Nãooooooooooooooo!
Não vale a pena gastar uma grana com coisas que é mais barato nos EUA. Além disso, tem coisas que podem agradar mais como: brinquedos com estampas da bandeira do país ou brinquedos artesanais. Acho que estes tipos de lembranças valorizam a nossa cultura, além de mostrar o que há de arte e belo no nosso país, me refirindo aos brinquedos artesanais.
Parece que ela tem namorado lá também. E ela vai vir uma semana depois do casamento da irmã dela. Coitada, essa sim deve estar na correria.

Bom, eu já fiz a minha caixa de retorno, mas pelo jeito, vou ter que comprar mais uma e desta vez será uma menor. Obrigadona, Nádia, por ter me ajudado com a embalagem! Se não fosse por ela, certamente eu precisaria no total de 3 caixas.
Vou enviar por navio e a empresa escolhida foi a Express Moving. O valor da compra da caixa grande é de 15 dólares e da menor é 10. Os valores das caixas são bem padronizados, mas os preços do envio variam, mas não muito. O envio da caixa grande está 250 dólares para o Rio de Janeiro e da pequena é 170. Agora vocês podem aproveitar a dica e começar a juntar para o envio da caixa quando chegar a hora de vocês.

Eu estou uma verdadeira consumista! Acho que é porque está chegando perto de voltar e fico fazendo uma lista de mil coisas que quero levar para o Brasil. Então me desespero, porque o dinheiro não dá nem para um quarto da minha lista. Ai, ai, ohhh país do consumo!!! Eu ainda quero levar minha filmadora e meu cobertor elétrico!!! Não abro mão!!!

Chegando a hora de voltar e os meninos mostram o carinho. Eles têm sido tão amáveis. Ontem Aaron veio me dizer o quanto gostaria de ir ao meu casamento. Que seria interessante. Que ele ficaria orgulhoso de ver a au pair dele casando. Definitivamente a família Wright não irá, mas eu digo a eles que quando eles fizerem 18 ou 20 anos, eles poderão me visitar e conhecer os meus babies. (risos) Aiii, o Josh vira e diz: - Se você tiver... e o Aaron: - E seus filhosque serão adotados também!!! Hahahaha, minhas crianças!!!

Ahhh, deixa eu contar uma do Josh...
Depois que os quartos foram pintados de azul ( apenas do Josh e do Aaron, o da Shana é cor de vômito...coitada) havia chegado a hora de colocar todas as coisas nos seus devidos lugares. Então eu hesitei em colocar meu Sol na parede, pois é super amarelo com raios cor de abóbora. Aí, o Josh: - Você não vai pendurar seu Sol novamente?! Eu respondi que não porque achava que não combinava." Como não Ellen?! Claro que combina! Ou o sol não seria amarelo e o céu azul!!!" Depois dessa eu pendurei meu Sol e fiquei calada!!! Huahuahua. Crianças!!! Elas ensinam com sabedoria!

Para finalizar...quase completando 1 ano, meu pai decide aprender usar o msn! Dá para acreditar?! Ok, ainda está em tempo!!! Então agora eu converso com eles todas as noites. Bacana, não é?! E a pergunta é sempre a mesma: quando você vai voltar? E a resposta: surpresaaaaa! Hehehe

Um abraço a todos!!! Para aqueles que estão nos EUA: Uhuhuhuhuhhhhh!! Você conseguiram!!! Você CONSEGUIRAM!!! Aproveitem! Façam o seu melhor! Vivam cada sentimento! Estejam abertos para o que a America tem a oferecer, de bom e de ruim. Peguem o que há de bom e façam de uma bela recordação. Peguem o que há de ruim e façam de um intenso aprendizado!
Para aqueles que estão por vir: Não desistam!!! Sua hora está chegando! Deus reserva um espaço para você também!!! Tudo vai dar certo! Seu momento está chegando. Só mais um pouco de paciência. Aproveitem toda essa emoção de espera e ansiedade para crescerem. Essa fase também é muito importante para nós.
Deus nos abençoe!!!

terça-feira, 7 de abril de 2009

Aniver do Shawn






Cotidiano e outros segredinhos

Oi, amigos. Olha, se eu começar a escrever muito errado (além do usual), por favor, não levem à mal. Provavelmente estou intoxicada. Intoxicada?!
Isso mesmo!!! Meu quarto, ou melhor, do Aaron, foi pintado hoje. E eu estou aqui com porta fechada e janela semi-aberta. Semi-aberta porque está um frio que dói até os pensamentos.
Ahhh, hoje nevou novamente... Só floquinhos, mas como não importa, porque foi lindo.
O dia até que não foi pesado, mas demorou a passar. Brinquei com as crianças, fui a biblioteca, lavei louça pra caramba do almoço e arrumei meu quarto com a Jean, depois que ele foi pintado.
Em falar em louça, acho que estou aprendendo a fazer frango cozido! Hummm, ficou uma delícia hoje!
Domingo tivemos almoço brasileiro aqui em casa. Duas amigas vieram para cá e cozinhamos para a família. Teve arroz, feijão, estrogonofe, carne moída, e purê de batata. O frango eu fiz um tanto e depois uma amiga do nordeste completou. Eu aproveitei para reparar os detalhes, afinal, a comida mais gostosa do Brasil, na minha opinião, são preparadas por mãos nordestinas.
Ahhhhhhhhh, antes que eu esqueça, o estrogonofe foi feito com creme de leite, molho de tomate e ketchup. E a Jean adorou!!! Ela mesma perguntou quem fez o estrogonofe porque foi o que ela mais gostou. E eu ri e disse que fomos as 3 porque foi mesmo. Aí inclui que foi feito com ketchup. Afinal, ela havia feito cara de estranheza quando disse que levava tal ingrediente no Rio e o Shawn havia feito maior cara de nojo quando ela comentou. Pagaram pela língua! Porque o estrogonofe acabou no mesmo dia.
Bom, voltando a minha vidinha, hoje eu soube que a nova au pair terá que cuidar do novo bebê que está em processo de adoção. Segundo a Jean, é provavel que a nenê chegue no começo do ano que vem. Ahhhh, poor Shana. De certa forma tenho pena dela.
Ela terá um quarto pequeno da cor de verde vômito, onde dá pra escutar qualquer ruído, um closet fora do quarto dela e ainda cuidar de 3 crianças...Boa Sorte!
Eu amo minha família, apesar de as vezes reclamar disso ou daquilo outro. Mas amo nestas minhas condições de agora. Não faria match com ela para o próximo ano. Será muito trabalho e poucas recompensas. Enfim...

Bom, amigos, tenho que ir. Amanhã tenho que acordar 08:00 da manhã porque os pintores aparecerão 08:30 para retoques no meu quarto.
Um abraço e Deus abençoe-nos.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Contagem Regressiva - mas agora é pra voltar!

Voltando... Nem vou dizer os motivos e as desculpas que tenho por ter demorado tanto a escrever no blog. Isso vocês podem imaginar. O que não podem adivinhar são os fatos que aconteceram na minha vida. Então para quê perder tempo? Vamos ao que interessa!

Em plena sexta-feira, eu decidi averiguar as novidades no AU Pair Care Room, o portal individual das au pairs. E lá eu encontro: Your return flight has been booked! Dá para acreditar?! Pois é!!! Eu fiquei tão, tão, TÃO feliz! Eu não acreditava no que estava lendo.
Fui conferir o dia e a hora. Curiosos?! Tá, eu vou dizer: dia 28/06 (domingo) as 19:11 estarei partindo dos EUA e chegando no Brasil às 11:50 da segunda.
Sabe, depois de ter passado a euforia, me deu dor na conciência.
Eu sou muito grata aos meus hosts e eu amo minhas kids e os meu au-aus daqui.
Semana passada, Josh do nada vira para mim e diz: "Ellie, você sabe que eu te amo, não sabe? Eu vou sentir sua falta." Imagina o coração como ficou quando escutou isso?
Então também soltou uma pérola durante estes dias: "Ellie, quando você for embora, ninguém mais vai nos chamar de Cabeção e Cabeçone (o apelido que coloquei neles, falo toda vez que fazem besteira). Eu vou sentir falta." Aí vira o Josh: "Você vai ter que ensinar para a Shana!" A nova au pair da Alemanha.

Como eu vou sentir falta...
Bom, seguindo o rumo, Shawn fez aniversário. Ele estava tão ansioso para saber o que estávamos preparando para ele. Assim que tomaram banho, as crianças foram logo entregar o presente. O Shawn?! Quase chorou de emoção, mas aguentou firme e ainda disse que os olhos estavam lacremejando por causa da alergia. Vê se pode?! Além de confessar logo que conseguimos surpreendê-lo, ele vai e arranja uma desculpa. BOBO!

Pulando para a extremidade Sul... já busquei meu vestido! Demorou um pouquinho porque eu iria fazer os consertos necessários, mas depois que descobri que ainda pagaria 340 dólares para fazer bainha, colocar alças, costurar espumas no vestido para os seios e um simples suspensório para a calda, eu desisti! Um absurdo!!! O vestido volta comigo para o Brasil numa mala separada somente para ele e lá eu faço os consertos necessários.
Continuando no mesmo caminho, já com o salão reservado, agora já temos a fotografia! O engraçado é que a dona do salão e a fotógrafa estão loucos para me conhecer. Eles não sabem bem o motivo da minha ausência e é sempre o Rafa com nossos pais que vão checar e fazer os acordos, aí já viu, né?! A noiva se torna super misteriosa. Hehe
Voltando ao Norte, as crianças começaram hoje o Spring Break. Uma semana de férias da escola. Desde quando existe isso?! Por que não existe no Brasil?! Do meio do nada, uma semana de férias... Bom pra eles e nada de moleza para mim. Mas isso foi hoje e será amanhã, porque de quarta a sexta eu estou LIVRE! E sábado e domingo já são meus dias de folga mesmo. Eu AMO meus hosts! E eles amam os filhos. Apenas me dispensaram porque eles vão estar em casa curtindo os filhotes. Quem BOM!
O que vou fazer nestes dias de folga??? Devo ir ao cinema (2 dólares), sair com a Yuko na sexta e fazer o meu portifólio do TESOL que está atrasado. Dã, novidade...hehe

Amigos, por enquanto é isso. Eu tenho algumas outras novidades, mas depois eu posto. Hora de mimi.

Beijos e Deus nos abençoe!

quarta-feira, 18 de março de 2009

Poesias para os papais

My Father - By David A. Olds

My father's toil with hands and heart
To make my life complete.
He quietly brave the winter cold,
Endure the summer heat.

My father's life is busy, but
There's always time for me.
He boldly faces the ups and downs
And seldom ever fuss.

My father is greatest dad.
Dad, I know you know this, too.
But thank you for the chance to share
My love with you.


Quite Hero - Anonymous

My hero is the quiet type,
No marching bands, no media hype,
But through my eyes it is plain to see,
A hero, God has sent to me.

With gentle strength and quiet pride,
All self concern is set aside,
To reach out to our fellow man,
And be there with a helping hand.

Heroes are a rarity,
A blessing to humanity,
With all they give and all they do,
I will bet the thing you never knew.
My quiet hero has always been you.


What Makes a Dad - Anonymous

God took the strength of a moutain,
The majesty of a tree,
The warmth of summer sun,
The calm of a quiet sea,
The generous soul of nature,
The comforting arm of night,
The wisdom of the ages,
The power of the eagle's flight
The joy of morning in spring,
The faith of mustard seed,
The patience of eternity,
The depth of a family need,
Then God combined these qualities,
When there was nothing more to add,
He knew His masterpiece was complete,
And so, he called it... "DAD!"

Reconhecer o tempo: proeza!

Nove meses! Pois é... Lembro-me perfeitamente quando estava para sair do Brasil. Lembro-me encontrando com a família, e então, pegando o metrô para chegar em casa. Tanta emoção, tanta insegurança, planos, novidades, solidão e saudades.
E agora estou aqui a 3 meses de voltar para casa...Tá voando...
Ontem eu conversei com a minha sogra, quero dizer, futura...risos. E cheguei a conclusão que para mim já deu o que tinha que dar. Até neve eu vi na Georgia, quando meu host apostou que não nevaria no meu ano de au pair.
Eu estaria perfeitamente pronta para voltar ao Brasil ao noves de vida nos USA. Mas enfim, o programa é de 12 meses e eu vou até o fim. Sei que vou sentir falta de tudo isso. Devo me arrepender por uma coisa ou outra, mas tenho a consciência que faz parte da vida. Por isso vou tentando fazer o mmeu mmelhor enquanto estou aqui.

Bom, o resultado do bolo, né?! hehehe. Pois então, vocês não vão acreditar, mas quando cheguei em casa depois do babysitting, o bolo estava na sua metade. Quando no dia seguinte perguntei se eles (as minhas kids) gostaram, sabe o que eles responderam? "Ahhh, não tive oportunidade de provar ainda porque eu estava cheio depois do jantar." A variação da fala do Josh não foi muito diferente. Conclusão, Jean e Shawn haviam comido metade do bolo sozinhos!!! Bom, conhecendo os dois, eu diria que Shawn foi o que mais comeu do bolo, pois ele é louco por chocolate. E por bolo também...Risos.

Falando em Shawn, o aniver dele será no sábado, por isso minha dificuldade de escrever no blog. Estava pesquisando o que fazer para ele com as crianças, além das demais atividades. Lembrei-me que numa circunstância comemorativa eu havia feito um pergaminho para o Rafael. Decidi fazer o mesmo para o Shawn.
Então pesquisei poesias em inglês com o tema pai e, com orientação das crianças, imagens de coisas que remetem a lembrança do pai deles.
Bom, está quase pronto... Hoje vamos imprimir e colar fotos deles juntos. Depois eu venho colocar aqui o resultado. Mas eu queria postar as poesias. Eu achei lindas. Vou postá-las no próximo post.

Anunciando que comprei o meu vestido de noiva. Ufa! Menos uma coisa. Nossa, dá muito trabalho esse negócio de casar!!! Não tinha nenhuma noção. Agora eu sei porque os especialistas recomendam 1 ano e meio de preparo...
Voltando ao vestido, ele é lindo!!! Fui com Juliana, Nádia, Bruna e Lid averiguar se era ele mesmo. A aprovação da Juliana eu havia recebido no primeiro dia, agora faltava das demais. Todas amaram!!! Porque ele tem a "minha cara". Risos.
Era para eu ter que fazer consertos nele ontem, mas me enrolei toda e não pude comparecer ao compromisso. Agora tenho que ir lá para marcar uma nova data, pois não consigo falar com eles pelo telefone de jeito nenhum.

Para finalizar, quero indicar um blog. É de uma amiga que conheci poucos antes de embarcar para os EUA. Ela também foi au pair, foi porque ela não chegou a concluir o programa dela. Uma pena. Veio cheia de sonhos como qualquer uma de nós, mas foi tão sufocada pelas hosts que voltou para o Brasil. O website é http://gisaupair.blogspot.com/
Vale a pena dar uma checada. Ela viveu momentos bons, realizou outro sonho , o de conhecer os BackstreetBoys, mas acabou voltando por n razões.

Vou indicar outro website muito bacana também, é um tradutor com listening. Foi minha amiga Juliana que me indicou: http://www.howjsay.com/
Basta digitar a palavra e pronto.

Bom, é isso.
Um abraço a todos e Deus nos abençoe

sexta-feira, 6 de março de 2009

As Aventuras de uma Au Pair Desesperada!!!

Ahhhhhhh, maior comédia! Ainda estou numa loucura e DESESPERADA também! Tá, eu vou contar o motivo.
Hoje, uma hora antes das crianças chegarem, eu tive uma idéia brilhante: fazer um bolo. Nada demais para quem sabe cozinhar, mas uma AVENTURA PERIGOSA para uma pessoa totalmente EU! ( cuidado, hein, príncipe!)
Lá fui eu... peguei uma receita no site www.tudogostoso.com.br (o site é maravilhoso, eu que sou o desastre) e fui fazer o bolo às pressas.
Quando já havia separado tudo e aberto tudo que era necessário, eu percebi que as medidas eram totalmente diferentes das que eles usam aqui. Por exemplo:

1 copo (copo de requeijão) de leite -> detalhe, eles não tem requeijão como nós temos no Brasil, eles usam uma espécie de creme de queijo num pote bem maior)
3 xícaras de açúcar -> minha família não tem uma xícara NORMAL! Todas elas são grandonas.

Enfim, a belezura aqui (Ellen, prazer!) decidiu tirar por si só as medidas. Como seu eu tivesse percepção apurada para quantidades...
O Shawn, que não estava em casa, chegou e foi entrando. Conforme os passos deles eu ia suplicando: "Não entre aqui! Não entre aqui!!!" Sabe que essas nossas súplicas quando não são direcionadas a Deus, elas sempre são em vão...Pois é, ele entrou...Aff! A cozinha estava uma bagunça!!!
Ele olhou,me cumprimentou, jogou uns papéis no lixo e saíu. Affff!!!
Tive que parar no meio do processo porque o ônibus das crianças estavam para chegar.
Lá estava eu, mais uma vez, suplicando em vão para que o ônibus chegasse logo...
Enfim as crianças chegaram e foram fazer um lanche. E eu continuando meu bolo... Gente, eu "juro" que bati o bolo por mais de meia-hora! E a manteiga que não se dissolvia de jeito nenhum?! Depois de tanto tempo, desisti. Até que percebi... A massa estava muito grossa, então coloquei mais leite, aí ficou muito rala...hahahah...já sabe, né?! Lá fui eu colocar mais farinha.
Fui provar para ver como estava. NEKUTI! hahahahaha
Ok, como uma boa teimosa, lá fui eu decidir colocar sabor naquele bolo. Chocolate em pó nele! Nem sei se ficou melhor, eu sei que foi o suficiente para me dar coragem e colocar no forno.

Com a probabilidade do bolo sair 1% bonzinho, 29% ruim e 90% péssimo, eu entrei em desespero!
Puxa, depois do Shawn ter visto aquela bagunça toda, do Josh ter metido a mão na massa para experimentar (coitado...) e Aaron ter renunciado brincar Amarelinha para jogar banco Imobiliário, eu tinha que fficar no mínimo desesperada.
Decidi a todo custo fazer valer o bolo. Como?! Já que Shawn e as crianças haviam saído 16:00h para a prática de baseball, eu decidi comprar um bolo de caixinha para fazer se passar por esse!!!

Pequeno detalhe: hoje está marcado um babysitter para às 18:30h! A coisa (o suposto bolo) e a arrumação da cozinha só ficaram prontos às 16:30!
Não sei bem ao certo que horas as crianças e o pai chegam, mas a mãe com certeza às 18:00h.
Lá fui eu desesperada tomar banho! Arrumei-me, peguei o carro e saí correndo - no sentido figurado!
Chegando no supermercado, fui direto à seção de bolos e peguei um de marca não tão muito famosa (afinal, se ficasse muito bom, ninguém iria acreditar...).
Eu devia estar com cara de desespero, porque a menina do caixa virou para mim e disse: - Espero que fique como desejado.
Hahahaha... Eu só pude responder: - Eu também! Eu preciso!!! - E saí correndo com a caixa na mão sem sacola.

Começou a minha segunda jornada! Lá fui eu preparar o segundo bolo... Depois peguei a coisa, a caixa do bolo e as cascas dos ovos e embulhei em duas sacolas brancas. Ainda depositei no depósito de lixo fora de casa!
Coloquei o bolo na mesma forma e lavei a louça. Quando termino com a louça, eu recebo um recado do meu extra pedindo para chegar as 19h e não mais às 18:30 para tomar conta das crianças. Ufaaaa! Relaxei...

Resultado?!
Comecei a escrever este post ainda com a massa do bolo no forno. Agora que já estou no final, eu já tirei o bolo e estou esperando esfriar...O resultado mesmo só vamos saber amanhã, porque eu vou guardar as roupas das minhas kids no guarda-roupa, comer um pedacinho do bolo e fazer babysitter...devo chegar lá para meia-noite.

Um abração e torçam por mim!!!

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Porque a vida é apenas uma...

Ahhhhh, gente. Eu tive que voltar. Não posso deixar este sentimento passar em oculto por vocês.
Fui mudar o meu status no programa de au pair e me deu um aperto enorme.
8 meses nos EUA! 8 meses como au pair. Eu nem acredito... Um dos meus maiores sonhos realizados (porque o primeiro é fazer visitinha à Inglaterra).
Eu ficava imaginando como seria acordar e ouvir inglês, ser forçada a comunicar-me em inglês, enfim, ser envolvida por essa língua que encanta e monopoliza tantas nações.
Deus é fiel. E meu coração é eternamente grato por esta oportunidade concedida. Eu não poderia ser mais feliz. A família, apesar de defeitos como outra qualquer, ela é PERFEITA para mim. Ela não poderia ser melhor! Eu aprendo tanto com eles. Eles me respeitam. As crianças me obedecem. Eu tenho liberdade para trazer meus amigos, para sair com o carro e para voltar na hora que eu desejo. Enfim, eles são muito, muito BACANAS.
Eu nem posso esquecer de comentar dos au-aus. Eu sou apaixonada por eles. Amo o jeitinho ciumento do Max e a irreverência da Shoulby.
Sabe, eu terei que aprender como conviver com a saudade de qualquer jeito. Porque se agora tenho saudades da minha família, mais adiante terei saudades desta que deixarei aqui nos EUA.
Como é difícil. É ser um e pertencer a dois.
Meu ciclo está acabando...mais 4 ou 5 meses, mas vai ficar com um gostinho indescritível. Vai ficar uma cicatriz em meu coração e só eu mesma saberei o quanto ela será profunda.

Você quer vir? Venha!!!
Você tem dúvidas? Não tenha!
Você não quer mais? Uma pena...

De todas as experiências que tive, essa foi a que revelou-me minha essência.

Ops! Pessoa errada

Cansadona, mas aqui estou eu. Isso me faz lembrá-lo de escolher muito bem sua hostfamily...Nada de se iludir com o rostinho da criança, com a vozinha dele/a (s) no telefone...lembre-se que será 1 ano!!!

Perdoem-me por não comprir a promessa do último post. A verdade é que naquele mesmo dia, eu, Josh, Aaron e Shawn (o hostdad) fomos brincar de pique-esconde - o famoso hide and seek aqui nos EUA.
Nossa, me acabei! Isso porque não foi dentro de casa, foi do lado de fora e na rua de trás. Só que a rua de trás é uma descidinha...aí, já viu, né?!
Foi muito bacana. O Josh me deu canseira, pois quando fui correr atrás dele, ele ficou rodiando uma das casas em construção. Aff! Ainda teve o Shawn...eu cerquei ele, mas uma bendita árvore me atrapalhou no meio do caminho...
Ahhh, foi muito legal!!! 2 horas brincando!!! A Jean estava no trabalho ainda, mas eu duvido que ela entraria na brincadeira se tivesse oportunidade.

Bom, vamos às notícias passadas.
Não lembro se comentei aqui, mas Shawn e Jean deram entrada num processo de adoção. Pois então, a assistente social já veio conferir a casa. Eles estão super ansiosos! Eu torço para que dê tudo certo. Dia 14, se não estou enganada, eles terão uma entrevista com ela novamente. Até agoora só sabemos que será uma menina e da Etiópia. Qualquer notícia a mais eu posto aqui.

E aí, aproveitaram o Valentine`s day?! Nem tem cheiro disso aí no Brasil ainda, né?! Pois aqui tivemos o Valentine`s day no último dia 14.
Acho que o cupido ficou com peninha de mim e flechou um americano. É isso mesmo!!! Bem no dia de Valentine`s day, eu recebo uma declaração e tanto. Um amigo do curso Tesol veio dizer na minha presença para uma amiga que eu seria o tipo de mulher que ele gostaria de casar. Imagina a minha cara, né?! Combinou com o dia, porque ela ficou vermelhinha.
Ahhh, acho que ele ainda não percebeu que eu uso aliança. Mas não faz mal, porque nem sabe ele que já o arranjei uma outra pessoa para ser sua esposa. Vamos ver se dá certo.

Falando em esposa...nossa, como se gasta com uma festa de casamento! Estou ficando louquinha com tanto dinheiro estamos usando. Nossa, nossa! Deus nos abençoe.
Bom, já decidimos a lua-de-mel. Não será mais na Argentina, como tanto planejei. Será no Rio Grande do Sul, especificamente em Gramado. Ficaremos por 2 semanas. Passagens aéreas compradas, agora só falta confirmar a pousada.

Retornando ao Tesol, amanhã será um novo módulo. Já estou ansiosa!
O último foi meio tristinho porque muita gente já estava completando o ciclo do curso. Tiramos fotos e fizemos um almoço com quitudes de vários países.

Bom, por hoje é isso...amanhã tem party!!!
Beijos

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Ele vai ser importado!

Oito meses!!! Wowwwww! O tempo está voando e eu quase que não o acompanho de tão rápido que ele está indo.
Muito feliz. Muito, muito.
Tenho tanta coisa para contar....mas vamos por partes. Do ontem para os demais dias passados.

Dou um doce quem adivinhar o que fiz ontem! E aí?
Resposta: Fui experimentar meu vestido de noiva!!!

É isso aí!!!
Decidi comprar aqui, ainda mais sendo o noivo que vai pagar pelo vestido.
Sai muito mais barato!!! É o preço de um aluguel no Brasil!
Bom, eu voltei da igreja e liguei para a Juliana, mas ela estava dormindo ainda, então contei o motivo da ligação, mas desliguei entendendo que ela não iria.
Então liguei para a Nádia, mas ela estava saindo para almoçar com 2 amigas nossas. Assim que desliguei o telefone, Juliana me envia uma mensagem no celular para esperá-la que ela me acompanharia.
Uns 10 minutos depois, ou menos, Nadia me liga pedindo para ir outro dia, porque todas elas queriam ir comigo. Risos. Parece que esse programa é de interesse da maioria das meninas. Risos
Lá fui eu com Juli. Aproveitamos para tirar um monte de fotos, enquanto esperávamos para sermos chamadas. Fizemos maior bagunça! E na maior "cara de pau" tirávammos diversas fotos. Risos. Foi realmente um programão! Nos divertimos muito.
Quando fui chamada, eu tremi na base. Fiquei super nervosa. Tive que escolher 3 vestidos, os quais eu já sabia quais seriam, e mais 2 sapatos para experimentar com os vestidos.
Lá fui eu experimentar o primeiro.
Chamei a Juliana antes de sair da sala. Quando ela entrou e me viu, ela se emocionou e começou a chorar. Nossa, eu me segurei para não chorar também, apesar de não ter me visto ainda no espelho. Ela falava que o vestido era lindo e estava lindo em mim. E eu pedindo para ela não chorar porque eu iria chorar também. Saimos da sala e quando eu me vi...WOWWWWW, eu estava linda!!! O vestido é LINDO! Eu não tive dúvidas que era aquele vestido.
Cheguei a vestir o segundo, mas não caíu bem e o terceiro eu nem cheguei a experimentar.
O primeiro vestido, além de ser lindo, ele combina com minha personalidade. Será ele!!!
Ainda não comprei porque eu quero o aval das minhas amigas, mas principalmente da Yuko porque ela tem bom gosto e ainda tem a personalidade semelhante a minha.

Olha, mas tarde eu volto pra contar o resto, mas já vou adiantando as fotos pra vocês. Pena que não posso mostrar as fotos com o vestido...Sabe como é que é...o Rafa deve aparecer aqui para ler este post.

Um abração e até mais.





sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Aventura perigosa

Comecei meu estágio!!!!! Ou em outras palavras, meu trabalho voluntário... Estou amando. Nossa, são muitas novidades. Tanto no ensino quanto na organização e estrutura das salas de aula.
Eu comecei ontem. O diretor estabeleceu um horário fixo em todos os dias da semana. 1 hora com cada professora de 8 ao meio dia.
Estou aprendendo muito. Pedi para ficar com as turmas de 1 série, ou seja, turma que já se deu alfabetização, mas ainda muito fragillizado. É super curioso saber como eles ensinam a criança a ler e escrever se os fonemas são muitas vezes diferentes da escrita.

Bom, hoje meu pagamento saíu, e por coincidência ou não, eu encontrei um gps em promoção no bestbuy.com. Maravilha!!! Nem tive dúvidas! Chamei uma amiga e fomos lá comprar o aparelho. Maravilhoso! Prático, rápido e funciona de verdade! Agora nunca mais (espero eu...) me perderei pelas ruas da Georgia.

Quero deixar aqui um livramento de Deus. Depois que comprei o gps, ao voltar para casa, eu entrei numa rua super movimentada, mas que era contramão para mim. Estava de noite, e as ruas dos EUA não são iluminadas devidamente de noite. É um breu que só...Mas graças a misericordia de Deus, não veio nenhum carro em velocidade em minha direção e nenhum carro de polícia ao redor, porque senão eu acho que eu iria presa...
Nossa, foi gravíssimo, eu fiquei até atordoada quando percebi que estava na contramão, devido a buzinada desesperada de um carro que não demorou mais de 5 segundos a aparecer. Logo fiz o retorno improvisado. Ai, ai, aventuras de uma au pair, ou de uma má motorista?! Os que me conhecem no volante que me julguem...
Tadinha da Juli, ela ficou desesperada...Pedi desculpas...

Bom, vou indo...sabe como é...amanhã acordo cedo para mais um dia de aula...e eu estou mortinha de sono.

Beijocas e confiem sempre no que Deus tem para te oferecer.
PS: Kath, beijão e obrigada pelo carinho!!! Deus a abençoe

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Happy Birthday to myself!

Estou tão feliz, tão feliz...Não só porque hoje é meu aniversário, mas porque nestes últimos dias aconteceram algumas coisas muito boas.

Meu primeiro aniver nos EUA...e quem sabe se será o último?! As vezes nem acredito... Mas vamos lá...

Ontem o diretor do colégio das crianças me ligou. Nem acreditei quando vi o papelzinho com o recado do Shawn sobre o Mr. Huff. Retornei a ligação hoje e ele perguntou se eu gostaria de começar amanhã. Clarooooo!!! A resposta não poderia ser diferente!
Começo amanhã meu estágio no colégio! De 08:00 às 12:00. Ai, como estou ansiosa!!!

Ahhh, mas o que quero contar mesmo é que eu recebi uma festa surpresa no sábado das minhas amigas au pairs. Foi tudo muito especial, primeiro porque não poderia ter tido melhor companhia para celebrar meu aniversário senão com amigas que estão vivenciando o mesmo sonho de au pair que eu, e porque foi minha primeira festa surpresa de aniversário.

"Alô, Ellen, você pode estudar comigo no sábado?"
"Claro, Nádia! Quando e que horas?"
"Pode ser sábado às 17h?"
"Perfeito"

Sábado:
Blim-blom...a campainha toca.
Toda sonolenta eu abro a porta e...: "Surpriseeeeeeeee!"

Agora que você imaginou a cena, tente imaginar com 8 meninas gritanto isso e ainda com um monte de flashes!

Pois é, foi emocionante!!! Eu não acreditava naquilo. Elas me pegaram direitinho. Eu não podia imaginar. Eu não parava de sorrir de tanta felicidade.
Elas com chapeuzinho e Juli com o bolo na mão. Wow, foi maravilhoso.
Fomos todas para o basement. Sorte que meus hosts haviam viajado para um casamento... Rapidinho a mesa já estava posta com os aperitivos.
Sabe o que foi mais legal? Elas cantaram parabéns na língua nativa delas. Ou seja, eu ouvi a música "parabéns pra você" em espanhol, japonês, português e em alemão. Foi lindo!!!
Acabou por aí? Que nada!!! Ainda fomos para uma discoteca. Muita coincidência porque assim que entrei, uma banda começou a cantar happy birthday to you para um dos integrantes da banda, então, as meninas me rodearam e aproveitaram para cantar para mim. E foi assim a noite inteira. Dançamos em rodinha entre nós.
Sabe o que mais? Na própria boate, tinha uma repartição aonde filmava um vídeo de aproximadamente 1 minuto e depois imprimia em forma de um caderninho com várias fotos. Pois então, elas compraram esse presente para mim e para elas mesmas, além dos outros que haviam me dado em casa. Ou seja, cada uma ficou com uma lembraça da turma. O caderninho é lindo! Uma lembrança maravilhosa.

Saimos da boate e ainda fomos para o restaurante IHOP. Já eram quase 5 horas da manhã. Uma loucura...a noite foi curta para tanta animação.
Das 8, 4 dormiram na minha casa.
De manhã, quase meio-dia, tomamos café juntas e ainda batemos papo no domingo.

Como surpresa, ainda recebi duas ligação da Sun. Dá para acreditar?! Depois de dizer que não podia acompanhá-la na igreja e não ter me dado bola quando fui na casa dela, ela me liga, depois de muito tempo, no mesmo domingo para saber por que eu não havia ido ao meeting no próprio dia e hoje ela me ligou para me desejar felicidades. Sabe, sinceramente eu não quero ser mais amiga dela porque ela não sabe ser amiga, então apenas um relacionamento de colega seria ótimo...

Bom, quanto as minhas kids, Josh não parava de me desejar feliz aniversário. Ele deve ter repetido umas 12 vezes happy birthday. Também recebi muitos abraços e beijinhos do Aaron. Hoje ele me perguntou se eu realmente não queria ficar por mais um ano. Meu coração apertou... Eu disse que tinha que casar... :(

Minha hostmother está viajando, mas do Shawn e das crianças eu recebi um ramalhete de flores rosas e violetas. Shawn disse que como eu uso bastante rosa e violeta, ele deduziu que eu gostaria das flores nestas cores. Hehehehe...será que ele tem razão quanto às roupas?! Já é a terceira pessoa a me falar o mesmo...mas eu bem que tento variar...

Amigos por hoje é só... Um abraço não deixem de sonharrrrrrr.






quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

A vida...ela e suas surpresas...

Ahhh, eu tenho que começar contando uma "bomba"!
Lembram daquele professor de ingles que me chamou de arrogante?! Imaginem aonde eu o encontrei?! No curso do TESOL!!! Brincadeira?! Não!!! Pura verdade!
Ahh, quase dei um treco, mas sobrevivi...risos.
Passei por ele no intervalo e o cumprimentei. Ele meio com "cara de nada" respondeu meu cumprimento. Ahhh, mais aí é que vem a melhor parte...
Na hora da saída, ele veio correndo atrás de mim. Pediu licença a minha amiga e disse: "Eu conheço você, mas eu não sei de onde..." Pois é... Então eu disse que havia sido a aluna dele. Para quê?! Ele me fez um interrogatório! Por que você saíu da escola? Aonde você está estudando agora? Por que está fazendo o TESOL? Você mudou o cabelo?! (dá para acreditar nesta pergunta?! hahahah) Mais o mais interessante foi quando eu respondi que pretendia ensinar em língua inglesa quando chegasse ao Brasil. Comentário dele: "Você deve fazer!" Aí quem ficou com cara de nada foi eu!!!
Como assim?! Ele me chama de arrogante e diz que eu tenho uma tremenda deficiência no inglês e depois me apoia a dar aula em inglês?! Ou ele mentiu antes ou mentiu depois!!!
Enfim, eu sei que conversamos cerca de 20 minutos, ou melhor, o interrogatório durou cerca de 20 minutos. Mas enfim...vamos estudar juntos...

Domingo foi o meu encontro com as au pairs aqui no basement! Muito bacana!!! Vieram 7 meninas. Assistimos um filme, trocamos e-mails e telefones e conversamos muito em inglês!!! Ahhhh, tiramos fotos e comemos bastante também...

Ahhh, vida... Sexta-feira eu não trabalho, sábado também não, e muito menos domingo... Ai, ai... Meus hosts vão viajar para um casamento na família e eu vou ficar LIVRE!!! Uhuhuhuh!!! Tenho que fazer meus planos...heheheh

Um abraço a todos.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Algumas coisinhas e outras mais...

Passando aqui rapidinho... Estou morrendo de sono!

Novidades, novidades!!!
O diretor do colégio me ligou! Nem acreditei, mas ele ligou!. Ele disse que tem uma professora que gostaria de uma auxiliar e que eu poderia ser essa pessoa. Ela trabalha apenas com meninos. Por quê? Também não sei, mas vou descobrir.
Ainda não sei ao certo quando vou começar porque ele disse que ligaria novamente para me dizer o horário. Bom, se ele disse que ligaria para informar o horário, então concluo que começarei meu trabalho voluntário na sexta, porque combinamos de eu me apresentar sempre as segundas, quartas e sextas. Vamos ver...
Falando em trabalho voluntário, eu comentei com as crianças. Elas me fizeram um monte de perguntas, mas não soube responder todas...Isso o Shawn só ouvindo do escritório dele. Até que de repente ele vira e me pergunta se eu arranjei um trabalho. Josh foi logo respondendo que sim, todo animado. Então disse que era trabalho voluntário na escola das crianças e que havia comentado anteriormente. Ele suspirou de alívio. Risos.

Quando já havia perdido as esperanças, meu livro do TESOL chegou por encomenda aqui em casa. Isso já eram mais de 18:00. Fiquei animada também. Amanhã eu conheço a ler o que foi proposto pela professora para a próxima aula, além de começar a fazer os resumos.

Hoje chegou um envelope com informações sobre adoção. Pois é, a família aqui está pensando em adotar uma menina. Acho muito bacana, mas eu ficaria receosa devido a crise americana. Não acho que seria uma boa idéia, pois nenhum dos dois tem um emprego fixo e a cada dia eu tenho notícias de pessoas que foram demitidas. Apesar disso, foi lindo ver o Josh todo animado. Ele virou para mim e, com muita alegria, dizia que dentro daquele envelope estava a irmanzinha dele. Eu perguntei como seria possível. Ele respondeu, "Aqui tem informações sobre minha futura irmã." Muito fofo. Tanto ele quanto o Aaron desejam muito uma irmã. Que Deus os abençoe então!

Na hora da prática de piano, Josh não conseguia acertar uma nota. O pai dele vinha, ajudava, explicava e voltava para o trabalho. Ele tentou, tentou, tentou...Chamou o pai mais uma vez... E lá ele de volta tentando acertar a bendita nota musical.
Ele já estava ficando angustiado. Quando eu brincava com Aaron de jogo da memória, ele apareceu e desabafou com rostinho de choro e angustia: Eu estou tentando mais de vinte minutos e não estou conseguindo... E retornou para o piano. Pedi licença ao Aaron e fui até ele.
"Josh, sabe quanto tempo eu demorei para conseguir fazer isso (um movimento do balé classico)? 1 ano! Bom, na verdade 1 ano e quase 1 mês. Então não vem me fazer essa cara de choro porque senão eu vou te dá uma "moca"." Então ele riu e tentou mais uma vez. Tentou mais outra e mais uma. Então ele aparece falando: "Ellie, me dá uma "moca"." E eu saí correndo atrás dele. E dei uma moca e fiz cosquinhas e perguntava, vai chorar ainda? vai desistir? e mais cosquinhas e mocas.
E lá foi ele de novo até que conseguiu. Ficou todo bobo. Mas só conseguiu apenas uma vez...Brochou novamente... Mas já era hora de tomar banho e o pai dele veio avisar. Quando viu aquele rostinho, o conselho de pai foi inevitável. "Ei, você tem que relaxar. Não adianta tentar tocar rápido sem antes aprender a tocar a nota. Vá devagar que você consegue. Não desanime."

E para finalizar meu dia, eu levo um baita de um susto.
Estava vendo um filme no basement, já que é lá que fica a televisão. Então quando decido subir para meu quarto, a porta que faz intermediação com o restante da casa estava trancada! E o pessoal todo dormindo!!! Pelo menos foi o que pensei...pois a minha primeira idéia foi bater sem muita força na porta para que a Shoulby latisse, e assim que escutasse alguém por perto eu pedisse para abrir a porta. Bom, só precisou bater na porta, porque acho que o Shawn estava ali por perto e logo abriu a porta. Ele mesmo a havia trancado. Pediu-me desculpas. Aiaiai...Já pensou dormir no basement sozinha?! Ahhh, sei lá...hehehehe

Ps: Moca é uma gíria para expressar soco de leve.
Boa noite, amigas e amigos.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

O Piano

O Piano

Desejando encorajar o progresso de seu jovem filho ao piano, uma mãe levou seu pequeno filho a um concerto de Paderewski.

Depois de sentarem, a mãe viu uma amiga na platéia e foi até ela para saudá-la.

Tomando a oportunidade para explorar as maravilhas do teatro, o pequeno menino se levantou e eventualmente suas explorações o levaram a uma porta onde estava escrito:

"PROIBIDA A ENTRADA".

Quando as luzes abaixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que seu filho não estava lá.

De repente, as cortinas se abriram e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no centro do palco.

Horrorizada, a mãe viu seu filho sentado ao teclado, inocentemente catando as notas de "Cai, cai, balão".

Naquele momento, o grande mestre de piano fez sua entrada, rapidamente foi ao piano, e sussurrou no ouvido do menino:

- " Não pare, continue tocando ".

Então, debruçando, Paderewski estendeu sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo. Logo, colocou sua mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia. Juntos, o velho mestre e o jovem noviço transformaram uma situação embaraçosa em uma experiência maravilhosamente criativa.

O público estava perplexo.

É assim que as coisas são com Deus.

O que podemos conseguir por conta própria mal vale mencionar. Fazemos o melhor possível, mas os resultados não são exatamente como uma música graciosamente fluida.

Mas, com as mãos do Mestre, as obras de nossas vidas verdadeiramente podem ser lindas.

Na próxima vez que você se determinar a realizar grandes feitos, ouça atentamente. Você pode ouvir a voz do Mestre, sussurrando em seu ouvido:

- "Não pare, continue tocando".

Sinta seus braços amorosos ao seu redor. Saiba que suas fortes mãos estão tocando o concerto de sua vida. Lembre-se, Deus não chama aqueles que são equipados.

Ele equipa aqueles que são chamados. E Ele sempre estará lá para amar e guiar você a grandes coisas.

Fonte:http://www.melodia.com.br/novo/pages/dinamico.php?canal=9&texto=19609

É a soma das pequeninas coisas que me faz estar alegre!

Amigas, obrigada pelo carinho!!!

Simone, como você disse, sempre teremos que fazer escolhas em nossas vidas. E infelizmente muitas das nossas escolhas vem embutidas de preconceitos de outras pessoas. Estejamos sempre abertos. O preconceito é apenas uma máscara para esconder o rosto do medo. Fico feliz por você ter se candidatado a uma das mais belas experiências de aprendizados e descobertas.

Mamãe da Katharine, vou deixar a passagem de Lucas 02:39-52. Ore e medite no Senhor. Mais uma coisa, quem tem o selo da promessa, não se perde, pois Deus é Pastor zeloso para com suas ovelhas.

Katharine, a experiência de au pair é única. Ore, peça a graça de Deus e honre sempre seus pais. A experiência de au pair é maravilhosa, mas não quer dizer que seja fácil. Aqui nos Estados Unidos, você irá aprender ser totalmente dependente de Deus. Viverá pela fé. Aprenderá a pedir um abraço a Ele. A sentir o Espírito Santo te guiando. Fazemos muitas amizades aqui, mas você verá que nenhuma delas te preencherá. Elas serão a provisão de Deus em sua vida. Você descobrirá uma Katharine que há em você e que você nem imaginava ser possível. Então venha! Venha com a benção de Deus e com a de seus pais!!!



Ahhhhhhhh, estou muito feliz... e nem sei direito explicar o porquê da alegria. Mas tenho algumas suspeitas, então vamos pela ordem dos fatos...

Hoje eu fui a faculdade pagar por mais uma das disciplinas do curso TESOL, afinal, não posso correr o risco de ficar sem vaga. Chegando lá, enquanto eu preenchia o formulário, um senhor que passava pelo corredor e aparentava trabalhar na instituição, me comprimentou com um bom dia e um delicioso sorriso. Imediatamente correspondi. Então ele perguntara para qual curso eu estava me inscrevendo. Mas foi tão rápido...eu parei e, como se meus ouvidos tivessem oportunidade de ouvirem novamente a pergunta, respondi que era para o TESOL. Logo ele confirmou o quanto o curso era bom e requisitado, em seguida, disse quão prazeroso foi me conhecer e eu disse o mesmo, então ele agradeceu e se foi.

Lá fui eu voltar correndo para pegar minhas kids no club cristão...Mas tive que fazer uma parada e colocar gasolina no carro. Foi quando voltando para pista, eu pensava comigo o quanto eu havia aprendido das coisas da América:
- a colocar gasolina no carro, pois aqui é self-service
- a dirigir na Highway
- aonde estão os pardais da Highway
- a dirigir um carro de câmbio automático
- usar máquina de lavar roupas
- usar máquina de secar roupas
- a usar a máquina de café expresso para me servir
- utilizar o metrô

Enfim, foram tantas coisas que me passaram pela minha cabeça que um sorriso de orgulho foi inevitável.

E lá cheguei na escola das crianças, onde acontecem as reuniões do club numa sala a parte. Havia uns 15 minutos ainda de espera, então tentei falar com o diretor da escola e tentar novamente o trabalho voluntário, mas as portas de entrada do colégio estavam fechadas.
Decidi voltar para o carro e ligar para minha mãe. Ahhhhhhhh, como foi bom!!! Já fazia quase um mês sem falar com ela. Claro que não foi tão agradável no começo, porque ela me deu uma bronca e até ameaçou vir me dar uns "supapos" se eu ficasse novamente tanto tempo sem telefonar a ela. Hahahaha, mãe é mãe, né?! 10 minutos que passaram como se fosse 1.
E lá fui eu buscar minhas kids. E quando já estávamos entrando no carro, eu comento que fora uma pena não conseguir falar com o diretor. Então eles perguntaram por que não. E eu respondi. Então eles pediram para eu tentar novamente e saíram correndo para tentar abrir uma das portas de entrada. E não é que eles conseguiram?!!!
Eu caminhando e orando: ai, meu Deus, me ajuda com o inglês...
E lá fui eu...

O diretor me recebeu novamente muito simpático. Disse que não havia esquecido de mim, mas que havia perdido o papel com meu número. Perguntou mais uma vez em que série queria estar e comentou dos horários também.
Ele aparentou-se bastante animado novamente! E provei a ele que eu estava fazendo o curso TESOL e o quanto eu estava interessada em trabalhar como voluntária. Que seria maravilhoso para mim e muito importante já que estaria voltando para o Brasil em junho.
Ele disse que me ligaria amanhã, vamos ver, apesar de acreditar somente por uma grande gafe que ele cometeu. Ele perguntou se eu poderia ajudar as crianças de língua espanhola a aprenderem e se adaptarem com a língua inglesa. Eu pedi desculpas e disse que não pois minha língua nativa era o português e eu não falava espanhol, apesar da semelhança. Entretanto, que se ele tivesse algum aluno que falasse português, eu estaria muito feliz em ajudar. Ele ficou sem graça e pediu desculpas por pensar que o Brasil tivesse como língua oficial o espanhol. Enfim, mais uma vez ele me deixou empolgada, muito mais que da primeira e muito mais ainda que da segunda.
Quando saí da sala do diretor, pois desta vez fiz questão de falar com ele sozinha, as crianças começaram a questionar sobre quando eu começaria... Eu passei a mesma animação para eles. E Aaron perguntou: e se ele não te ligar? Minha resposta: simples, voltamos para pertubar ele novamente. E começamos todos a rir.

O dia de trabalho foi simples. Eles lancharam enquanto conversávamos, fizeram dever de casa e depois os pais chegaram.
Quando eu vim para meu quarto. Alguns minutos depois, chega o Josh e pede para enviar um e-mail para o Rafael. Entreguei a ele meu laptop e ele sentou ao meu lado, apoiando um dos braços em mim.
Peguei o telefone e liguei para meu irmão.
Não deu nem 10 minutos e chega o Aaron. Com um livro nas mãos, ele senta, apoia-se a mim e continua a ler o livro.
Esse momento foi tão gostoso... Eu estava ali com meus pimpolhos que arranjaram motivos banais para estarem pertinho de mim.
Depois de quase uma hora, o Aaron termina de ler o livro, levanta e me dá dois beijinhos na bochecha. Não é fofoooooooooo?!
Ai, ai, estou muito ansiosa para voltar ao Brasil, quanto mais o tempo passa, mais eu quero que chegue o dia do meu embarque. Mas eu sei que uma parte da minha beleza interior ficará aqui com eles. E uma outra saudade nascerá em mim.
Conforta-me ver que eles usam no dia a dia as palavras "ufa", "golaço", "uuuui", "frango" e ainda utilizam o "impar/par" ou o "zerinho ou um" para decidirem quem começa a brincar.

Mas e então, decidiram qual das opções acima me fizeram estar alegre hoje?! risos

Compartilhem com Deus seus sonhos e jamais desistam!!!
Um abraço a todas.