segunda-feira, 30 de maio de 2011

Happy End - tudo tem um fim...

Olha eu aqui de novo... Quem diria, hein?! Pois é... Eu tenho que fazer um encerramento legal para este blog. Não é justo comigo mesma deixar em aberto. Não é justo para aqueles que acompanharam.
Claro que será um resumão, afinal, eu nem lembro mais de detalhes...minha memória nunca foi boa...

Bom, a atendente do aeroporto foi super simpática comigo. Acho que ela viu o desespero claramente em meus olhos. Explicou direitinho que minhas malas estariam me esperando em São Paulo.
Meu vôo ficou marcado para noite do dia seguinte. E o melhor: teria somente com 15 dólares que eles me deram para passar a noite e o outro dia até pegar o próximo vôo!
O hotel estava garantido! Eu tive direito a ficar num hotel até meio-dia. Depois disso foi mais para “se vira” ! Ai,ai.
No caminho para pegar a van do hotel conheci duas famílias brasileiras que também perderam o avião por causa do atraso do outro. Foi super legal conhecê-los. Eu me senti mais segura...
Antes de chegar no ponto da van, tentei desesperadamente falar com o Shawn e com o Rafael. Nada...
Lá no hotel, minha sorte foi encontrar minha amiga Nádia - a Diva! - on-line no msm e pedir para ela ligar de Atlanta mesmo para o Rafa. Afinal, o Rafa era o único que sabia da minha chegada no Brasil. E outra, eu só iria chegar no outro dia. Lembro que estava previsto para eu chegar numa segunda, mas acabei chegando numa terça. Já pensou o Rafael chegar no aeroporto e não me encontrar?! Que desespero seria, ainda mais conhecendo o Rafael que é todo ansioso e preocupado.
A Nádia conseguiu falar com o Rafa, e eu falei com ele pelo msn. Combinamos tudo para dar certinho na terça. O horário foi mantido, apenas o dia mudou.
Na terça, ficamos no saguão do hotel até por volta das 17h, já que não poderíamos ficar mais no quarto. Sorte minha ter o laptop na bagaguem de mão... Fiquei jogando, jogando, jogando...
Fomos todos para o aerporto jantar por lá mesmo. Ali, éramos todos uma única família.
Bom, antes de embarcar, descobri que eu ainda tinha que fazer algo com a minha passagem, aff! Lá vou eu, CORRENDO atrás do guinche exato... as duas famílias ficaram me esperando no meio do caminho da sala de embarque.
Ainda bem que foi rapidinho. Em São Paulo, despedidas... Uma das famílias seguiu ao encontro do seu destino final. Agora era eu e apenas mais uma família. No Rio, uma despedida um tanto: Boa sorte! Quem sabe nos encontramos novamente.
Sabe que até dessa família eu já sentia saudade?! Eu me apeguei com a história deles. Um casal com um filho fazendo a vida nos EUA...

Para finalizar, a temível alfândega. Estava com tanto medo, mas quando chegou a minha vez. O policial perguntou aonde estava meu responsável. Eu ri – o que me ajudou a aliviar. Eu respondi: Eu tenho 25 anos. Ele riu também. Disse que não parecia, mas que não era necessário mostrar documentação. Perguntou se eu tinha algo acima de tal valor e me desejou boas vindas com um belo sorriso. Ufa!!!
Neste momento, só faltava o reencontro com o Rafa.
Não poderia ser melhor! Um longo abraço com um saudoso beijo.
Happy End!


Acho que foi a maior aventura que eu vivi em tão pouco tempo.
Fortes, fortíssimas emoções.
O reencontro com minha família, este vou guardar apenas na minha memória...

Beijos a todos!

Um comentário:

VBLP Tech Solutions disse...

Thanks for sharing this excellent information. I really like this post.
web designing services in uk